Projeto de Poder está acabando no Juventus?

Quando o Rodolfo Cetertick ganhou a eleição para Presidente da Executiva no Juventus, ele se mostrava uma pessoa simples, com pouca habilidade para falar em público e sem nenhuma vaidade pessoal.....

Mas o tempo foi passando e logo conseguiu na "bacia das almas" o acesso do Juventus para a Série A2 do Campeonato Paulista em 2012.

Acredito que foi nesse momento que o "sucesso" (que na minha opinião, era OBRIGAÇÃO, pelo valor gasto para montar um time de terceira divisão), subiu a sua cabeça e começou a se achar um " monstro sagrado " e deve ter pensado, daqui pra frente o Juventus seria seu para toda a eternidade, mal comparando, deve ter sido o que o Lula também deve ter pensado em relação ao Brasil.

A partir dai tudo começou a desandar no clube, dívidas bancárias, atrasos na folha de pagamento, péssima manutenção na sede social e etc.

Para ser breve, houve muitas rupturas com pessoas que o ajudaram a se eleger e dai pra frente, foram vários pedidos de impeachment por nunca ter tido uma conta aprovada e várias liminares expedidas para o manter no cargo.

Estamos beirando uma nova eleição e mais uma vez a chapa deste senhor foi impugnada e como esta obstinado pelo poder (ainda que seja por um clube de bairro), será que vai aceitar não participar desta eleição? Ou será que o advogado do clube, pago pelo clube, estará preparando novos golpes com novas liminares para tentar perpetuar este senhor no poder?

Se no Brasil conseguimos tirar a Presidenta, vamos permitir que este senhor se perpetue no comando do Juventus?

Espero que os candidatos legais a Presidência, estejam preparados para as ações jurídicas da situação, por que não aguentamos mais oficiais de justiça na sede do Juventus carregando liminares pra cima e pra baixo.


Comentários

  1. Se Deus quiser o nosso querido Juventus trocará o comando senão será o fim, está na mão do Conselho, e que não venham as famigeradas liminares, diga-se de passagem, todas cassadas

    ResponderExcluir
  2. Primeiro: A comparação com o Lula e com a Dilma é descabida...e a 'presidenta" não saiu ainda e se sair será por um golpe parlamentar e não pela vontade do povo,que está bem dividido nas ruas,ao contrário do que a grande mídia mostra. Segundo: O Juventus não é um clube de bairro,é um clube da cidade...não pode ser chamado assim,com o risco de se tornar um feudo eterno de caras como esse presidente atual... E pra finalizar: Uma mudança estrutural,passará por uma mudança de pensamento.Um local onde se troca seis por meia dúzia não se resolve nada.O Juventus é um clube da cidade,não pertence a meia dúzia e deve aceitar gente nova e não os mesmos de sempre,tanto nos seus quadros diretivos,quanto em suas arquibancadas,enquanto torcedores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um Juventralha, meu deus o que faltava no juventus adeptos de Lula e Dilma, mas pelo jeito e o choro, fiquem tranquilhos esse deve estar expurgado das chapas que concorrem. UFA

      Excluir
    2. Bem dividos, 20% pró e 80% contra a Dilma

      Excluir
  3. Aquele jornal chapa branca do bairro, que até hoje apoiou os desmandos da atual gestão do clube, faz referências a uma suposta chapa para reeleição , será que o conselho e os homens de bem no clube irão aceitar mais uma afronta.

    ResponderExcluir
  4. Existem duas chapas inscritas, fora isso é MARACUTAIA, e esse Jornaleco também já deu né, chega de fazer propaganda enganosa

    ResponderExcluir
  5. Gostaria de saber porque o blog não entrevistou a chapa 1, falta de convite ??? qual motivo!!! obrigado

    ResponderExcluir
  6. Iiiiiiiiiiiiiiiiii,demitiram o batatinha, funcionário exemplar, o famoso faz tudo e o pior de tudo foi o MANDA CHUVA o responsável pela demissão...rsrsrsrsrsrs !

    ResponderExcluir
  7. xiiiii, teremos delação premiada oba.

    ResponderExcluir
  8. Parace-me que o atual Presidente conseguiu uma liminar suspendendo as eleiçoes , baseado no impedimento dos socios nao poderem votar ....favor confirmarem

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.