Nota de pesar pela morte do ex-goleiro Oberdan Cattani

Ex goleiro, encerrou a carreira no Juventus


Nascido em Sorocaba no dia 12 de junho de 1919, Oberdan Cattani, ex-goleiro do Palmeiras e Juventus, morreu em São Paulo no dia 20 de junho de 2014, aos 95 anos.. 
Ele chegou ao Parque Antártica aos 22 anos de idade pelas mãos do irmão, Athos. Foi o maior arqueiro da história do clube paulista entre as décadas de 40 e 50, período no qual conquistou os Campeonatos Paulistas de 1942, 44, 47 e 50; a Taça Rio e o Rio-São Paulo de 1951. 
Em 1942, Oberdan testemunhou o fim do Palestra Itália e o surgimento do Palmeiras. Em meio à 2ª Guerra Mundial, nenhuma agremiação poderia levar o nome do país liderado à época por Benito Mussolini, aliado de Adolf Hitler no conflito. 
A "estreia" do Palmeiras aconteceu na decisão do Campeonato Paulista daquele ano, com uma vitória por 3 a 1 sobre o São Paulo. Os atletas entraram em campo com a bandeira do Brasil.
Apesar de ter se dedicado ao Palmeiras por quase 20 anos, acabou encerrando a carreira no Juventus por imposição do então presidente do Alviverde, Pascoal Giuliano, fato que impede que tenha um busto em sua homenagem no Parque Antárctica.
O estatuto do clube não permite conceder tal honraria a atletas que tenham atuado contra o Palmeiras, independentemente de sua importância histórica.
Oberdan, conhecido pelas mãos enormes, ficou famoso por desarmar no ar, utilizando apenas uma mão, atacantes do calibre de Leônidas, o Diamante Negro, grande craque da época. 
Em 15 de abril de 2014 foi internado no Hospital Bandeirantes, em São Paulo, com uma grave lesão coronariana. Inicialmente ele passou por um cateterismo e no dia seguinte foi submetido a uma angioplastia, com a implantação de um stent.Em 23 de abril de 2014 deixou a unidade coronariana do Hospital Bandeirantes, seguindo em observação em um quarto normal. Recebeu alta em 25 de abril de 2014, após boa evolução clínica.(T.Tempo)

Comentários

  1. Esse Pascoal Giulano sempre foi retrógado, egocentrico e ditador, Um atleta como o Oberdan não surge todo dia. Goleiro que foi, da mais alta qualidade, não poderia ser esquecido pela diretoria do Palmeiras. Depois a torcida reclama que o simbolo do time é um porco. Lembram-se o que fizeram com o lateral Ferrari? E o site do CAJ, está esperando o que para prestar a devida homenagem a esse fantástico ex jogador do Moleque Travesso? Sou o Sergio Agnelo DAngelo, corintiano e juventino.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.