Série A2 - Duelo dos Imigrantes ou dos DESESPERADOS?


Portuguesa x Juventus - Risco de rebaixamento... 

As duas equipes tradicionais do futebol paulista, vivem hoje uma situação desastrosa no cenário do futebol.

Até no principal motivo dessa derrocada, essas equipes se assemelham, GESTÕES VERGONHOSAS na última década,  alijaram esses clubes das competições nacionais.

A querida LUSA e as Travessuras do Moleque simplesmente acabaram, a realidade agora é PURA HUMILHAÇÃO, com uma situação que chega a ser PRÉ FALIMENTAR.

Este Domingo será deprimente ver duas equipes tão tradicionais, disputarem uma partida pela Série A2 do Paulista e o pior, disputando para não cair para terceirona, um verdadeiro ABSURDO!.

A situação do Juventus ainda é pior na competição, além do seu Presidente ter sido acusado de fraudes em planilhas, ter tido um Processo de Impeachment, na competição faz uma CAMPANHA TOTALMENTE RIDÍCULA, com certeza a pior campanha em aproveitamento percentual de pontos ganhos dentro do campo, desde 1924.

Para se ter uma ideia, o time montado pela gestão DOMINGOS SANCHES, conquistou 6 pontos em 33 disputados, ou seja, 18% de aproveitamento, algo que nem o IBIS é capaz de fazer.

Dependendo de pontos ganhos fora de campo

Isso mesmo, se não fosse o W.O. do Rio Claro que deu 3 pontos de graça  e 3 gols de saldo, o Juventus seria o ÚLTIMO COLOCADO ISOLADO e já pré rebaixado. Que vergonha.... 

Em caso de uma possível derrota para Portuguesa e dependendo de uma combinação muito fácil nos jogos dos adversários diretos, a equipe do Juventus entrará na zona de rebaixamento, faltando apenas duas rodadas para o término da primeira fase, contra o Penapolense fora e contra o Oeste na Rua Javari, aonde antigamente era um alçapão e hoje o salão de festa dos adversários.   

Fala Professor...

Enquanto isso, o técnico Alex Alves, que também se meteu em polemicas durante a semana, com suas declarações fortes em relação ao seu elenco, vai lutando com o que tem, para tentar de forma milagrosa evitar a queda do Juventus para a Série A3.
Alex Alves, treinador juventino

"É um compromisso muito importante para nós. Precisamos da vitória e eles também. Vai ser um duelo bem disputado com as equipes saindo para o jogo. Temos que ter tranquilidade para quando atacar, termos a oportunidade de matar o jogo", disse Alex Alves. 

Time definido

O lateral Douglas se apresentou normalmente durante o fim desta semana e deve atuar nesta partida. Léo Cunha deve voltar ao time titular para atuar na lateral. 

Os desfalques confirmados da equipe são o meia Nata, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e o lateral Felipe Saturnino que ainda não está em condições de jogo. 

A provável escalação de Alex Alves para a partida é: André Dias, Wellington Baroni, Sérgio Raphael, Carlinhos, Léo Cunha, Janderson, Douglas, Rosinei, Cesinha, João Vítor e Jean Carlos.


O Juventus volta a campo no domingo (18 de março) quando joga contra a Portuguesa, fora de casa, às 10 horas, em jogo válido pela 13a rodada da Série A2 do Campeonato Paulista. fotos Marcelo Germano



Essa matéria de hoje, dedicamos aos 
69 conselheiros do Juventus, que torcem para o quanto pior, melhor....

















Comentários

  1. Só me resta torcer por um empate entre Àgua
    Santa e Audax e uma vitória do Oeste fora de casa contra o Batatais, pq amanhã vai ser complicado.

    ResponderExcluir
  2. Foram confiar a direção do futebol profissional para um amador.
    Aliás, Vice-presidente do Conselho Ivan Antipov pode fazer parte da Diretoria Executiva?
    Claro que o nome dele não figura como tal.
    Mas todos sabem disso.

    ResponderExcluir
  3. Orra meu!
    Esse clube tá uma bagunça.
    Ivan é quem cuida do futebol profissional.
    Pode meu
    Ele era desafeto do Sanches.
    O que o homem é capaz de fazer para satisfazer um ego.
    Falta de decoro passível de CASSAÇÃO DO MANDATO DE CONSELHEIRO.
    Cadê os 20 para denunciar??


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que todos que escreve aqui irão ao Canindé amanhã

      Excluir
    2. Até que enfim um Juventino pra cuidar de futebol. Forza Juve. Não é pra qualquer um assumir uma responsabilidade dessas com o enorme risco de rebaixamento.

      Excluir
    3. É isso aí!
      Paixão pelo Juva.
      Mas antes, deve renunciar a um senhor.
      Ou fica como diretor ou como vice-presidente do Conselho.

      Nada o impede dessa atitude honrosa.

      Todo nós juventino queremos o melhor.

      Ivan, realize teus sonhos. Participe ativamente do Futebol como Diretor e membro da curriola que de fato és.

      Saudações Juventina

      Excluir
  4. A inveja nada mais é do que a irmã gêmea da falsidade. O mecanismo principal da inveja é o ódio e a raiva. Começa com a não aceitação, porque o outro chegou a “tal lugar” e você não, e, em seguida, vem a frustração, sentimento que leva ao ódio, à raiva e às ações premeditadas destruidoras de “puxar o tapete”. Inveja é um sentimento negativo e a pessoa sabe disso. Assim, projeta-o no outro com a intenção de se defender e não interiorizar este mecanismo negativo, já que o perturba e incomoda muito. O invejoso fica o tempo todo prestando atenção no outro e sempre fica de olho no erro... Seu objetivo é destruí-lo porque pensa que sempre lhe está fazendo sombra (é capaz até de mandar uma mensagem dizendo que alguém fez algo errado, mas nunca dará os parabéns).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro esse Blog.
      Os sentimentos se misturam .
      muitos falam em poesia; outros de revanchismo; outros apenas de lealdade.

      Então ser leal é honrar seus propósitos .
      Quando saímos da filosofia do que é inveja e entramos no cerne do que é respeito, dignidade e hombridade vamos visualizar a nossa sombra.
      A sombra daqueles que traem a si mesmo com a máscara de ser mais do que outro. Mais Juventino!

      A sociedade é um abstrato.
      Mas um grupo de pessoas formadoras de opinião e de atitudes jamais vira a casaca.
      Como em qualquer reino animal onde alguém trai seus princípios éticos pondo em risco a soberania desses ideais....
      É alguém que só enxerga e segue a sobra daquele que lhe dá mais vantagem.
      Ser Juventino é respeitar seus pares.
      É obediência as normas estabelecidas.
      Quem trai não mede esforços para trair e trair. Não importa a que grupo pertença.
      Pobre Ivan que não consegue visualizar a sua própria sombra. Depende dos outros.
      Assim como todos aqueles que ainda acreditam na lei de Gerson.
      Não importa se vai ferir aqueles que confiaram nele.

      Espero que as críticas aqui feitas sejam sempre para formar ideias. Princípios e honra.

      Obrigado senhor anônimo que com tanta habilidade filosófica e poética vem nos ensinar o que é inveja na dualidade da falsidade.

      Quem serve a dois senhores é um hipócrita.




      Excluir
    2. Parabéns Ivan ! Bela estreia no dérbi. Trouxemos um ponto que vai fazer diferença. Até às duas torcidas, normalmente antagonistas, sua diplomacia conseguiu unir nessa fase tão delicada no campeonato. É mais fácil conversar com pessoas que somente tem verdadeiro amor pelo futebol do Juventus. Tarefa bem mais difícil do que tentar obter união daquele monte de gambás, porcos e bambis. Boa sorte e sucesso nessa árdua tarefa.

      Excluir
  5. Não sabia que o Ivan é o diretor do futebol.
    Parabéns!! Juventino!!
    Sou como os 67 conselheiros que adora holofotes.
    Mas nenhum comprometimento com o clube.
    Seja digno, renuncie ao Conselho.
    Siga adiante.
    Com certeza será mais útil na Diretoria Executiva.

    ResponderExcluir
  6. Pensei que era só a dupla dinâmica
    Saulo e Sanches.
    Tem mais um. O Ivan.
    Que frio.
    Antes desafeto.
    Hoje amor e paixão.
    Ó Conselheiro que for eleito ou nomeado diretor, gerente ou colaborador estará licenciado do cargo de conselheiro.
    Como pode um vice presidente ser diretor?
    Falta de decoro.
    Falta de vergonha na cara.
    .




    ResponderExcluir
  7. Caríssimos, não sou Diretor de Futebol !!!
    Avisado por amigos tomei conhecimento de comentários acéfalos, sem créditos, buscam conturbar o ambiente que já não é bom. A mentira dita várias vezes, até pode virar meia verdade.
    Ocupo o cargo de Vice-Presidente do CD, eleito que fui, e infelizmente é um cargo de expectativa e que não tem voz ativa no Conselho. Somente atuei, ativamente, ano passado, quando o Plenário elegeu uma Comissão, visto que as Contas de 2016 foram aprovadas com ressalvas determinando a Diretoria, auxiliado por essa Comissão, criar um Plano de Recuperabilidade, condição sine-qua-non para a diretoria seguir em frente.
    A Comissão, formada por Conselheiros, profissionais atuantes, com conhecimentos inerentes a Gestão, Administrativo, Marketing e Financeiro, em pouco tempo conseguiu identificar os Pontos Críticos, Pontos Fracos, Pontos Fortes, além de sugerir Ações Emergenciais, e tudo explanado com maestria a todos os Conselheiros, aliás com aceitação unânime, inclusive pela Diretoria.
    Infelizmente, a Comissão foi desfeita e o Plano de Recuperabilidade aprovado pelo Plenário não obteve êxito, e logicamente os problemas continuam.
    Aproveitando o espaço, é importante frisar que atingimos o ponto crítico. O Juventus carece de uma transformação organizacional que resgate seus verdadeiros valores e princípios. Quais são as causas? As “coisas” estão sendo feitas inutilmente. Qual o motivo? Os propósitos sobre os quais o Juventus foi construído e está sendo dirigido não mais se encaixam com a realidade e a necessidade. Atingimos a obsolescência. Diante disso temos que agir rápido. Quem sabe um workshop entre associados e conselheiros para buscarmos uma nova vida. Vamos adotar o modelo de Governança?
    Ahhh, voltando ao tema, não sou Diretor de Futebol, e nem poderia. Mas sabedor da nossa crítica situação financeira, ano passado, surgiu a oportunidade através de um grande juventino, e indiquei à Diretoria Executiva um possível parceiro, aliás fato normal que se repete a décadas (parceiros no futebol) e que busca não onerar a parte social do Clube, e, pasmem, este fato gerou ciúmes em alguns poucos. Vale citar que foi o único parceiro obtido para a disputa do atual campeonato.
    Aliás, quem sabe se na direção do futebol profissional eu estivesse a nossa performance não teria sido melhor? Atuei ativamente nas Gestões com o PAEC e a Planinvesti, ambas renderam ótimos fruto ao Juventus.
    “Não existe nada mais difícil de fazer e conduzir, do que tomar a iniciativa de introduzir uma nova ordem das coisas, porquê a inovação tem inimigos em todos aqueles que se tem saído bem sob as condições antigas” (A.M.Trevisan)




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você Ivan.
      O cargo de vice-presidente é mera expectativa.
      Mas você é Conselheiro e não o vejo atuante como no passado recente
      Criticando os desvio de conduta do Sanches.
      O Sanches em nada mudou. Continua desviando a verdade.
      Você sim, mudou e muito.
      Desviando a sua verdade. Antes desafeto convicto do Sanches .
      Hoje caminhando nos mesmos desvios de conduta.

      Colaborar com o crescimento do Juventus é louvável.

      Parabéns por sua honrosa atitude.


      Excluir

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.