Um pedido ao Presidente Rodolfo Cetertick - C.A. Juventus


"Nada de desgosto, nem de desânimo. Se acabas de fracassar, recomeça"  

Rodolfo, entenda que o Juventus não é seu, não é meu, não é de
Juventus tem que continuar
ninguém, mas ao mesmo tempo é de todos nós, Juventus é coletivo, Juventus é história, amor e paixão ! 

"Um simples ato de renúncia, reconquistará o respeito de todos nós"


Ninguém gosta da palavra FRACASSO, é uma palavra que causa grande incômodo de se ouvir. O fracasso porém é um visitante frequente na vida do ser humano, fracassamos quase sempre quando colocamos em nossas agendas no início de cada ano as nossas mais diversas atividades. Ao olhar para as metas no final do ano percebemos quantos planos deram em nada. A dieta certa de começar, o curso, o novo estilo de vida e tudo o que desejamos realizar e não conseguimos.
Fracassamos porque somos humanos e não somos infalíveis, porém o fracasso não pode ditar o ritmo de nossas vidas, o fracasso é uma experiência na vida a qual precisamos aprender a lidar. Diante do fracasso temos que manter a confiança em nós mesmos e a coragem de admitir que não envidamos o melhor de nós. O fracasso precisa ser didático, é necessário que aprendamos as lições mais diversas que vêm a reboque de cada situação de frustração.

 Coragem para admitir e disposição para passar o bastão, são passos essenciais para prosseguir após um fracasso e encontrar no futuro uma nova vitória.



 Por favor, entenda que o JUVENTUS PRECISA CONTINUAR !

Comentários

  1. Parabenizo pelo Editorial.
    Realmente somos seres humano.
    Portanto, sujeitos a acertos e erros.
    Quando nos deparamos com o fracasso, ficamos com vergonha. E partimos para outro objetivo
    ou aguardamos outro momento para reiniciar e assim, tentar acertar.
    Os presidentes: executivo - Rodolfo, e do consultivo - Múcio, fracassaram na tentativa de acertar.
    Digno seria se reconhecesse esse fracasso e permitisse que outras pessoas pudessem ter o direito de tentar acertar.
    Mas a mente humana, em geral, é "podre"
    O egoísmo faz daquele "cachorro" não largar o osso. mesmo putrificado.
    Então, só resta ao corpo do conselho deliberativo promover na próxima reunião que será dia 20 de fevereiro, o ato de desagravo, e assim, exigir a renúncia ou mesmo deliberar a imediata saída desses dirigentes incompetentes.
    De um lado, o Mucio sem voz ativa, um covarde. De outro, um gaiato... que só mia....

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o editorial e em parte pelos comentários acima. Entendo que a situação que temos visto no Clube é lastimável, mas ao mesmo tempo é muito complexa. Ainda assim, com todo respeito ao comentário acima e ao colunista, não podemos taxar ninguém de covarde. Há de se conhecer melhor os detalhes do cenário politico do clube antes de rotularmos virtudes as partes. Comentários ofensivos não poderiam ser publicados, esta é a regra deste veículo. Vamos criar sugestões e mobilizações pacificas, se for o caso, para que muitos possam participar das decisões que o JUVENTUS merece. Hoje são poucos os que se interessam em colaborar.

    ResponderExcluir
  3. QUE NEM DIZIA MINHA SAUDOSA MÃEZINHA, PODEM TIRAR O CAVALINHO DA CHUVA

    ResponderExcluir
  4. Essa postura vaselina de grande parte dos conselheiros, fizeram que chegassemos a este caos. Se a situaçāo é complexa e se nāo tem competência para resolver, porque nāo se cerca de pessoas competentes, porque nāo abre para os conselheiros os problemas para que possam ser resolvidos a várias māos, existem no meio do conselho, muita gente de boa indole, inteligentes e bem intencionados que podem colaborar , sem interresse politico e financeiro, onde a honra e dignidade nāo tem preço. Agora se a postura do presidente do clube e do conselho é de fazer e aceitar as coisas na surdina e na calada da noite, que adjetivos podemos utilizar para classificar a gestāo e a conduta profissional e moral destes srs. Sou da opiniāo que nāo devemos agredir ninguem , mas assinar recibo de asno é pedir muito e só tem respeito, quem se dá ao respeito. Portanto a situaçāo é critica e nāo dá mais para ficar colocando panos quentes e deixar de ficar blindando que nāo merece

    ResponderExcluir
  5. O fim de 2010 marcou o final de uma gestão até então razoável, tomando por base que o clube não tem dono é pertence a uma coletividade que o mantém por mais de 90 anos. Gestão que obedeceu a orçamento imposto pelos conselheiros, buscou parceiros, inclusive para o futebol, saneou algumas dividas , executou obras de manutenção e outras readequações dentro de seu limite financeiro, enfim se não era uma gestão estupenda, tinha controle total e pés no chão. Tentar gerir um Clube é uma das mais complicadas e ingratas atividades existentes. Mesmo tentando fazer o correto e o certo, nada garante que a vitória virá novamente, ainda mais sendo sabotado pelos adversários que se instalaram na época na sala do conselho e manobrados por uma pessoa que só pensa em si mesmo e não admite o sucesso dos outros e que direcionou votos através de pedidos na boca da urna para fazer o xis na chapa 01. E deu no que deu. Criou o seu substituto a altura apesar de dizer pelos cantos que nada tem a ver. E muitos que hoje cantam de galo, pregam moralidade e demissões, aceitaram votar no indicado e esses são os grandes culpados dessa situação.

    Mesmo fazendo tudo certo, como foi em 2010/2011, nada garante que as conquista viria novamente. Imaginem, então, trabalhando com amadorismo e incompetência. Os amadores e incompetentes tentam, e o resultado é trágico e poucos são bens sucedidos. Um Clube mal gerido até consegue algo aqui, outro ali. Mas inexiste clube com gestão ruim e amadora que obtenha algum sucesso. Ainda mais quando essas crises passam a ser frequentes e se torna estrutural se tornando irreversível. Em geral a mediocridade se instala, as boas cabeças se afastam, os amigos se distanciam e o sucesso não aparece. Geralmente a politica e a busca pelo poder são o pano de fundo deste cenário, se tornando um circulo ou ciclo vicioso e um clube em crise e uma vez dentro, é muito difícil sair. É lógico que devemos ter a hombridade de pegar o boné, jogar a sujeita para baixo do tapete, se é que existe, e desaparecer do cenário, pois a mancha ficará para sempre.

    Associado Contribuinte a 45 anos.

    ResponderExcluir
  6. Confesso que já vi (e ouvi) muitas criticas deste tipo. Em primeiro lugar não dá para debater assunto nenhum pela internet, sem solução efetiva. O papel aceita qualquer coisa (qualquer tipo de papel, inclusive o higiênico). Apresente-se e submeta-se a vivenciar os fatos antes de emitir qualquer julgamento de valores, posturas e sobre pessoas. Estenda um convite a todos juventinos que conhece que queiram efetivamente contribuir de fato para soluções dos problemas. Serão sempre bem vindos.

    ResponderExcluir
  7. Toda essa bagunça é obra de Armando Raucci, que pensa que o clube é de sua propriedade, este último comentário deve ser um dos pau mandado dele.

    ResponderExcluir
  8. A melhor coisa que o Toninho fez, foi o golpe de capoeira na reunião do Conselho, a bundada no chão foi linda

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.