Liminar adia a eleição no Juventus, Múcio Borba deverá assumir interinamente.

Conselheiros foram desrespeitados pela atual gestão.


Uma manobra jurídica adiou a eleição de ontem (16) para o cargo de Presidente Executivo do C.A.Juventus, um conselheiro ligado a atual gestão, impetrou uma liminar pedindo adiamento da eleição alegando que a convocação havia sido feita fora do prazo, liminar esta que foi concedida pelo Juiz Dr.Antônio Carlos Negreiros.


Essa liminar já era esperada, mas o que realmente irritou os conselheiros foi a falta de respeito da atual gestão, pois a reunião estava marcada para acontecer na boate do clube, como sempre ocorre, quando os conselheiros chegaram ao clube e se dirigiram ao local da reunião deram com a cara na porta, tudo trancado e com as mesas e cadeiras amontoadas em um canto.

Virou várzea

" Desta vez eles passaram dos limites, não podemos permitir que façam do Juventus um clube de várzea", comentou um conselheiro revoltado com o tratamento recebido pela atual diretoria.

Prejudicando também o futebol

Isto tudo deverá prejudicar muito o futebol do Juventus, que nessa fase importante de preparação e montagem do time, não teremos um Presidente oficial no comando, podendo complicar ainda mais a situação juventina.

Isolamento

A chapa da atual gestão esta isolada, nunca na história do clube tivemos uma situação como essa, um final de gestão melancólico e apocaliptico, com o clube afundado em uma crise sem fim.

" Se tinha alguém ainda do lado deles, agora não sobrou mais ninguém", comentou um conselheiro que preferiu não se identificar.

Múcio Borba deverá ser o Presidente interino já no dia primeiro



A manobra jurídica feita pela atual diretoria não vai dar em nada, pois o mandato do atual Presidente termina dia 31 de Dezembro e vai ter que entregar o cargo.
Múcio Borba, Presidente do Conselho Deliberativo, deverá assumir o cargo de Presidente Executivo interinamente, até que haja a eleição oficial que deve ser marcada para a segunda quinzena de janeiro.

O candidato ALEXANDRE BORZANI deverá esperar mais 30 dias para disputar a eleição, porém é dado como certo que será eleito Presidente do Juventus no biênio 2014/15.

Comentários

  1. laraaaaanja laraaaaaaanja laranjaaaaaaaaaa laranja do zé tinteiro....

    ResponderExcluir
  2. Tem um ditado que diz : de respeito para ser respeitado, portanto não podemos agora isentar a culpabilidade da grande maioria dos conselheiros, que sempre foram omissos e covardes, a partir da gestão Armando Raucci, nos deparamos com um conselho fraco, que brigava mais para ter um lugar na tribuna de honra da Javari, ao invés de lutar pelos interesses do clube. Quem sabe agora com esta situação gerada pela atual administração eles possam se redimir da sua omissão e contribuírem de forma mais efetiva para o bem do clube, deixando as vaidades pessoais de lado.

    ResponderExcluir
  3. Pessoas que presenciaram os dois jogos-treino da equipe principal do Juventus estão absolutamente preocupados, pelo fato de avaliarem que o nível dos atletas trazidos pelos novos parceiros é absurdamente fraco, tudo indicando que seremos um fortissimo concorrente para o descendo para a série B, o que pode representar o fim do futebol no Juventus, aliás sonho de inúmeros (mas não maioria) dos conselheiros

    ResponderExcluir
  4. De liminar pra cá, liminar pra lá, o pessoal está ficando expert em liminares, será que vão manter o Juventus na série A, conseguir a anulação da divida fiscal e a desoneração das penhoras do patrimonio do Clube, com liminares ?

    ResponderExcluir
  5. Muito engraçado, pesquisando o site www.TJ.SP.GOV.BR é que o advogado que cuida da ação da Alfredo Marano - Diretor de Esportes Amadores, é o mesmo que cuida das ações do Valdir Vice Presidente e do Ayrton Fedeli - Assessor do Presidente. Será que estes são os laranjas? (Podres).

    ResponderExcluir
  6. O clube está regredindo cada vez mais.

    ResponderExcluir
  7. O presidente do Conselho, Sr.Mucio deveria RENUNCIAR. Vai assumir interinamente o cargo de presidente do executivo.
    Já demonstrou ao longo deste ano sua INCAPACIDADE para administrar - diga-se Conselho.
    Como sempre, não cumpre os prazos estabelecidos no ESTATUTO do Clube.
    Reunião marcada para o dia 27 de dezembro, correspondência postada no dia 18 de dezembro, portanto, 9 dias antes da Reunião. O Estatuto é claro, necessário que a postagem seja feita no mínimo de 10 (dez) dias antes da Reunião. Portanto, mais uma vez falha no cumprimento do Estatuto. E agora? vamos interromper "férias" ou cancelar viagens somente para ouvir do Sr. Mucio a transição de cargo? Onde consta do Estatuto tal obrigação. Pense Sr. Mucio. A transição é feita independentemente da Reunião Extraordinária. Pois cabe ao Sr. e seus fieis "amigos" a responsabilidade pela conferência de documentos e outros. Não aos conselheiros, que nada podem fazer, já que não terão acesso a documentos. Portanto, DESNECESSÁRIA a Reunião pretendida. Além do adiantado da hora (erro no prazo) o dia onde a grande maioria deverá estar com seus familiares, amigos, ou viajando... Peço que o Sr. DESOBRIGUE a presença dos conselheiros. Pois a presença ou não, não modificará os efeitos da TRANSIÇÃO. Assim, publique uma nota desobrigando os conselheiros do comparecimento. Não anotando faltas. (Claro, os amigos sempre terão suas faltas "abonadas"
    Conselheiros, chega!! Ou vamos continuar sendo os "Bobos" da corte.....
    Se manifestem...

    ResponderExcluir
  8. Caros colegas de Conselho, fiquem a vontade para viajar, comer a sobra do pernil, do peru e da maionese. A reunião do dia 27 de Dezembro está cancelada por força de outros processos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.